sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

'Comuns' acabam com a pobreza

O filofoso alemão Martin Heidegger definiu o conceito de 'transparência'; em termos simples é uma maneira de viver em que não temos consciência da nossa ação, esta é-nos transparente. É como ir a conduzir um carro de um ponto A para um ponto B e, quando chegamos não nos lembramos se os semáforos estavam vermelho ou não, se as luzes estavam acesas, se as laranjeiras estavam em flor ou outro aspecto do percurso. A maioria dos humanos passa pela vida de forma transparente. Todos os dias passamos ao lado da pobreza, mas esta é transparente nas nossas vidas.

A pergunta é como podemos acabar com as transparência, e trazer a consciência o que nos rodeia, por forma a podermos observar, conversar, pensar e agir de forma diferente ?

Um resposta é, pela negativa: haja crise - quando a pessoa perde o emprego, acaba-se a transparência e a pobreza passa a ser uma possibilidade; acaba-se a transparência. Comete-se um crime, ou outra ação que quebre a transparência pela negativa e torne a pobreza uma realidade para cada um de nós. A negativa não gera energia, gera medo. Tipicamente faz com que a quebra de transparência ocorra quando já é tarde.

Há maneira de fazer pela positiva ? A resposta é afirmativa, mas teremos a vontade ? Conseguiremos perceber que o facto de não sairmos da transparência sobre a pobreza, não sendo digno de uma sociedade humana também não é 'útil' para um pragmático, dado que com cada vez mais pobres o resultado será inevitável: veja-se o que se passou na 1ª metade do século XX na Europa.

Precisamos de pensar em formas positivas de quebrar a nossa transparência sobre a pobreza:

- Fazer greve geral para acabar com a pobreza, em que cada pessoa, nesse dia não vai trabalhar, mas vai a procura de outras pessoas pobres e ajuda, aprendendo o que é ser pobre e o que esta a gerar a pobreza; fazemos um dia de greve por semana até acabar a pobreza

- Passamos a trabalhar meio dia; o outro meio dia vamos combater a pobreza; projecto para todos, até acabar a pobreza; cada um usa a sua arte, nesse sentido

Já imaginaram o que resultaria dum projecto destes ? Todos iam para a rua aprender, observar, qual projecto de design thinking. Todos seriam transformados. E o que seria a energia resultante de acabar a probreza ? Haveria coisa que não se conseguisse fazer ? Haverá coisa mais nobre numa sociedade ?

Este poderia ser um projecto para Nós, os comuns (We, the commons), que anuncia-se ao Mundo uma alternativa de organização e ação humana. São as minhas crenças.

Sem comentários: