sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Fome e Pobreza

Vejo muitas vezes, de forma vulgar, pobreza e fome serem usados como se fossem sinónimos. E não são. O que as separa faz toda a diferença.

'Fome' é uma condição da vida biológica. A vida para ser mantida necessita de energia. A alimentação fornece essa energia sobre a forma de alimento. Enquanto houver vida, haverá fome. Nas sociedades primitivas, quando a humanidade era recoletora, a fome fazia parte do dia-a-dia, daqui que a natureza criou muitas maneiras de viver com a fome, como é o exemplo a acumulação de energia sobre a forma de gordura. No presente, na sociedade da abundância, a fome é um marcador, indica que os níveis de energia necessitam ser repostos, excepto casos de doença.

'Pobreza' é uma condição da vida humana, em particular da vida humana tal qual foi construída até ao presente. Ser pobre é não ter os meios necessários para aceder os recursos necessários a existência da vida. É ter 'fome' e não ter com que saciá-la ou fazê-lo em formas muito deficientes. É não ter água com a mínima qualidade para a vida. É ter frio e não ter com que se aquecer. É não ter abrigo digno. É não ter cuidados de saúde mínimos. É não ter acesso a as condições básicas da vida, as que permitem a existência. A pobreza não existia nas sociedades primitivas. É uma criação da vida em grandes comunidades e resulta de um conjunto de factores como a excessiva especialização, falta de acesso à cultura e educação, perca dos sabes básicos sobre plantas e seus usos, caça, pesca, agricultura, pecuária, introdução do conceito de propriedade (ver  Breves notas sobre propriedade (enciclopédia 4)), entre muitos outros.

A fome é uma condição da biologia. A pobreza uma construção humana, um resultado da construção da sociedade e da sua economia (gestão dos recursos da sociedade).
Se a probreza é uma construção humana, o que nos falta fazer para desfazer esta construção ? Como podemos desconstruí-la ?
Diz-se que é um resultado da economia, uma externalidade. Sendo a economia uma construção humana, para que construir uma economia que provoca a pobreza, i.e. a constroi, fabrica ou outra metáfora que sintam representar melhor o facto da pobreza ser resultado da vontade humana ?

É tempo de construirmos uma economia que tenha como escolha não haver pobreza. Este é um projecto para nos envolver a todos. O que pode haver de mais digno, que não seja, cuidar que outro humano não tenha fome, tenha abrigo, saúde, tenha a segurança necessária para poder florescer. É o que queremos para os nossos filhos. Temos que conseguir garantir que todos os humanos tem forma de conseguir isso, de acordo com o seu contexto de vida.

Sem comentários: